Post 15/mar - Alma do Líder

Alma_de_lider1.jpg

Alma do Líder  


A Great Place to Work recentemente divulgou um documento onde relaciona cinco lições para que os líderes construam um excelente ambiente de trabalho:

1. Lembrar que suas escolhas interferem na carreira e até na vida dos seus colaboradores.

2. As melhores empresas estão liderando com valores compartilhados, não com regras e diretrizes.

3. Ser reconhecida como a melhor empresa é menos sobre vantagens ou benefícios e mais sobre a experiência do colaborador e o alinhamento de suas crenças com os valores corporativos.

4. Os líderes precisam estar a bordo de um excelente ambiente de trabalho e precisam estar alinhados com ele para a cultura prosperar.

5. Quando se trata dos seus colaboradores, seja generoso, mesmo nas decisões difíceis aja com o coração.


Sempre busco informações e leitura sobre liderança, sempre estou atento sobre o tema e procuro me inspirar em gente simples, mas que são exemplo de transformação para muitas vidas, carreiras e para si próprios. Aprender sobre como motivar, ser exemplo e inspirar pessoas, é um aprendizado que não termina nunca, por mais experientes que sejamos.

Lemos muita teoria sobre liderança e muitos conceitos, mas algo de diferente vem da visão de Deepak Chopra, em seu livro “A Alma da Liderança” – A verdadeira liderança começa em um nível emocional e espiritual. Muitos pensam que ser líder é ter poder, popularidade e status. Mas se deixarem de lado o próprio ego e focarem para além dos próprios desejos, verão algo bem diferente: a paz e a clareza que só a alma possui.

Primeiro vamos apresentar o conceito de ALMA, segundo Chopra:

Alma é um sistema vivo, dinâmico, em evolução na consciência. Composto de significados, relacionamentos e modelado pela memória e pela experiência.


Depois o conceito de LÍDER:

É a representação, a alma simbólica de uma equipe, de um grupo que age como catalisador da mudança e da transformação. O grupo pode ser uma família, empresa, comunidade, ou qualquer outra organização.


Para um líder provocar a transformação pessoal e social, ele precisa desenvolver a sua inteligência emocional (abordada no excelente livro de Daniel Goleman) e espiritual, pois, quando a desenvolvemos, somos tocados e inspirados. Podemos resumir isso no trecho maravilhoso do poema de Cora Coralina, “nada que vivemos tem sentido se não tocarmos o coração das pessoas” ou na conhecida frase de Gandhi “Seja você mesmo a mudança que você deseja ver no mundo”. Da transformação pessoal à social devemos ser a mudança, marcar uma diferença, compartilhar a paixão.


Para começar a nossa transformação, devemos entender melhor as nossas intenções e, para isso, podemos responder; Por que eu quero ser um líder transformador? E decidir: O que você precisa continuar fazendo, o que você precisa parar de fazer e o que você precisa começar a fazer.

 

Segundo Chopra, os líderes transformadores desenvolvem qualidades especiais:


1 - Dedicam tempo para fazer perguntas a si mesmos.

Onde quero chegar? Quem são as pessoas que eu lidero? Quem eu lidero e os que eles desejam?


2 - Autoestima elevada.
             Além da autoimagem, que é quando os líderes não se preocupam com o que as pessoas pensam sobre eles;

 

3 . Acreditam no poder de suas intenções.

Eles sabem que podem materializar a sua visão;

 

4 . São ótimos contadores de histórias que tem apelos às pessoas;

 

5 . Humildade.

Quando lhes perguntam a razão do seu sucesso, eles respondem: “Eu tive sorte”, ou eles dizem, “Deus estava ao meu lado ou muitas coincidências aconteceram em minha vida”;

 

6 . São pessoas felizes.

Não dá para ser infeliz e ser um grande líder.


Para finalizar e ajudar na reflexão, um pequeno diagrama que resume o que é ser um L.E.A.D.E.R.S. transformando a si e a quem lidera:

 

L - Liderar estando atento e ouvindo, estar mais próximo e presente na equipe

E - Estreitar laços emocionais, buscar resultados, mas com foco em pessoas

A - Ampliar a consciência de si mesmo e dos outros

D - Desafiar-se a sonhar uma nova realidade, compartilhar e materializar

E - Empoderar os outros e a equipe

R - Responsabilidade em assumir riscos e pelo desenvolvimento da equipe

S - Sincronismo entre a fala e a ação entre seus valores e de sua corporação


Cada vez que aprofundamos no tema Liderança, fica claro para mim, que a transformação do líder está totalmente na intenção, na vontade, no querer fazer, na visão inspiradora de se tornar um ser humano melhor e não apenas isoladamente em técnicas de liderança encontradas em livros. O líder que somos hoje foi resultado das escolhas que fizemos no passado, das decisões que tomamos sobre pressão e o líder que nos tornaremos no futuro, será o resultado das escolhas que fazemos hoje.






Ricardo Saldanha, CEO e principal sócio da Target Outplacement, (www.targetoutplacement.com.br) especializada em Transição de Carreira e Recolocação Profissional e principal sócio da Saldanha Consulting, especializada em planejamento estratégico de RH é Engenheiro (UERJ) com Mestrado em Recursos Humanos (PUC-RJ), MBA em Gestão Empresarial (FDC), Extensão em Strategic Leadership (Escuela Ejecutiva de Madrid). Atuou como Diretor Executivo de Recursos Humanos e Diretor Executivo de em Empresas como Santander, Itaú Unibanco, TV Globo e Aracruz Celulose. Saldanha Certificado pela TTI Success Insights em DISC Theory & Motivators, foi Vice-Presidente de Relações Institucionais da ABRH-Nacional, Palestrante da Câmera Espanhola de Comércio, Membro do Comitê Consultivo da Escola de Integração e Negócios e Membro do Comitê de Gestão de Pessoas da AMCHAM.